Donos Homossexuais do Facebook removem Livro que os denuncia mas, permitem vídeo brutal de Decapitação de mulher.

Facebook não tira do ar vídeo de mulher sendo decapitada

Postado em: 26 abr 2013 às 17:54

Facebook mostra vídeo de mulher sendo decapitada e não o retira do ar. Rede social alega que usuários compartilham imagens para condená-las

Um vídeo de uma mulher sendo decapitada no Facebook tem causado polêmica na rede social. Embora a imagem publicada por um usuário seja explícita, o site afirma que não pode retirar o conteúdo do ar porque ele “não viola os padrões de comunidade do Facebook”.

Facebook mostra vídeo de mulher sendo decapitada e não o retira do ar (Foto: Reprodução)

De acordo com o Facebook, as pessoas que comentam e compartilham o vídeo o estão fazendo “para condená-lo” e que, por isso, não pode removê-lo. “Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas”, diz a empresa.
mulher decapitada facebook“Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem”.
O vídeo publicado por um usuário da rede social, aparentemente mexicano, mostra uma mulher sendo decapitada por supostos integrantes de uma gangue mexicana. Até a publicação da reportagem, o conteúdo foi compartilhado por mais de 5,6 mil usuários do Facebook, teve quase 3,9 mil comentários e mais de 1,4 mil “Curtir”.

O que pode e o que não pode

Segundo os termos de direito e responsabilidades do Facebook, a rede social está autorizada a remover qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais de alguém. Os usuários estão proibidos ainda de publicar conteúdo que “contenha discurso de ódio, seja ameaçador ou pornográfico; incite violência; ou contenha nudez ou violência gráfica ou desnecessária“.

Leia também

É vedado também aos usuários publicarem conteúdo que “infrinja ou viole os direitos alheios ou a lei”, informações financeiras confidenciais de ninguém no Facebook e que contenham quaisquer atos ilegais, equivocados, maliciosos ou discriminatórios.

Leia a seguir a íntegra da nota eviada pelo Facebook

As pessoas estão compartilhando este vídeo para condená-lo. Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas. Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem“.
PS de Pragmatismo Politico: Estranha a política de uso do Facebook. Enquanto mulheres que divulgam fotos amamentando têm seus perfis bloqueados, páginas com conteúdo claramente discriminatórios e um vídeo que revela a decapitação de uma mulher são mantidos no ar.

Fonte: Pragmatismo Político

Sobre ricardoribeiro4791

CONFERENCISTA RICARDO RIBEIRO Brazil Bacharel em Teologia, Mestrado em Missiologia (Incp.) Professor, Capelão Prisional e Militar em Alhandra-Paraíba. Conferencista Evangélico e Membro Procurador Seção Assembléia de Deus, da UNIPAS - UNIÃO INTERNACIONAL DE PASTORES E CAPELÃES VOLUNTÁRIOS, Sede New Jersey, USA. Prega desde os quatro anos de Idade, nascido e criado no Evangelho na Cidade de Recife-PE. Casado. CONTATOS PARA PREGAR EM EVENTOS: Orkut: ricardoribfra@gmail.com Email:ricardoribeiroconfcap_@hotmail.com, Fone:083-88752602, 99242891.
Esse post foi publicado em ATENTADO GAY À LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Donos Homossexuais do Facebook removem Livro que os denuncia mas, permitem vídeo brutal de Decapitação de mulher.

  1. Érica Menezes disse:

    Três avaliações.:
    1)A Bíblia coloca a mulher em segundo lugar perante o homem,tanto que não há igualdade.A Bíblia relata episódios piores do que a mulher da foto em Jz 19:25.Acredito que para os Cristãos isso não é nenhuma novidade.
    2) O livro incita ódio aos gays:quem não é militante homossexual acredito que não se conformaria com o trecho.:“O problema não é simplesmente o tipo de sexo preferido pelos homossexuais, mas o estilo de vida que abraçam. Doenças, infecções, vícios em drogas e álcool, e ferimentos são comuns”.
    “O problema não é simplesmente o tipo de sexo preferido pelos homossexuais, mas o estilo de vida que abraçam. Doenças, infecções, vícios em drogas e álcool, e ferimentos são comuns”.
    Mas a Procuradoria dos Direitos do Cidadão, do MPF-SP (Ministério Público Federal em São Paulo), abriu inquérito civil público .
    http://www.paulopes.com.br/2012/09/mp-admite-que-livro-editado-por-malafaia-eh-homofobico.html#.UXRslaKiO1t
    3)Realmente, é incompetência dos autores do Facebook não remover esse ato de violência porque é uma violação dos termos de direitos e responsabilidade da própria rede.Infelizmente é uma vergonha.

  2. Érica Menezes, obrigado pela participação, embora suspeite que esse não seja seu verdadeiro nome mas, apenas mais um Fake de um velho homossexual conhecido.

    Resumindo nossa análise de suas colocações:

    1- Contrariando sua exposição, a Bíblia muito pelo contrário, enaltece a mulher inicialmente partindo da sua própria criação, que originou-se da costela, do lado do homem próximo ao coração. Nem da cabeça – Para não lhe ser superior como pretende o Feminazismo – Nem dos pés, para não lhe ser inferior;

    2- Quanto aos trechos do livro a Estratégia, na medidade que se esclarece o tipo de Homossexuais que vivenciam tais práticas, em nenhum momento ele falta com a verdade. Todos sabem que as práticas do Scatsex – Comer fezes do parceiro (Risco incalculável de se contrair Hepatite A, B e outras doenças) para se demonstrar que o ama; a prática do Firsting – Enfiar a mão e braço no ânus e apertar as vísceras do parceiro, destruindo o esfincter anal obrigando ao indivíduo a usar absorvente por toda vida; a prática do Barebacking também conhecida por “Roleta Russa” – Consiste em se transar em grupo de dez a cinquenta ou mais homossexuais com um deles aidético, afim de se contrair a doença por solidariedade ao referido parceiro. Pergunta-se, isso é um comportamento saudável? Não é preciso dizer que a maioria das mortes que sofrem é em decorrência de drogas – overdoses; drogas – Que compram aos traficantes e não pagam; crimes passionais – ciúmes entre eles, etc. Sem maiores comentários. Em face do exposto, ainda estou aguardando número do processo no ministério público para acompanhar o referido processo com nosso corpo Jurídico e até não o encontrei. Se for possível, enviar por favor.

    3- Pelo menos no ítem 3 nós concordamos. Abraços.

  3. Só publicarei seu segundo comentário quando você usar sua verdadeira identidade.

  4. Não adianta tirar o livro do Facebook, por que eu já comprei, já li, e gostei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s